Sites Grátis no Comunidades.net
Estudo "A Salvação Eterna do Crente"

A Salvação Eterna do Crente



A Salvação Eterna do Crente







Depoimento de religiosos
Se você não cuidar em fazer boas obras, não poderá se salvar!  (católico)

Sem caridade não há salvação! (espírita).

A doutrina ensinada que, uma vez salvo sempre salvo, não é bíblica! (testemunhas de Jeová).

A doutrina mais satânica que eu já ouvi, é esta de que a salvação não se perde! (adventista do 7º dia).

Eu sei que estou salvo, mas se eu pecar vou para o inferno! (pentecostal da igreja universal).

É claro que o crente pode perder a salvação, pois está escrito. "Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida." (pentecostal da Igreja do Nazareno).

Prá ser salvo tem que ser fiel até o fim. Eu pelo menos creio assim! (pentecostal da Assembléia de Deus).

O crente não perde a salvação se ele estiver predestinado! (Congregacional).

O crente que é salvo nunca deixa de ser, pois Deus o sustenta. Se ele cair em pecado, é porque não era salvo! ("pseudo" falso batista).


Os verdadeiros batistas baseados nas sagradas escrituras, sabem que todas as afirmações acima são falsas. Pois a salvação do crente é eterna Jo 5:24. E é obtida somente através da cruz. I Co 1:18.



A Perda da Salvação e as Escrituras

Não existe sequer uma passagem bíblica falando em perda de salvação; levando em consideração o Deus cuidadoso com o seu povo como é o nosso, se fosse possível que a salvação pudesse ser perdida pelo salvo, acredito eu que haveria inúmeras advertências nas Escrituras dizendo que tivéssemos cuidado para não perdê-la.

Assim como o catolicismo tem na sua interpretação alguns textos para dizer que a salvação é por meio de obras. (Mateus 25:34-36); os religiosos intitulados de evangélicos, também têm os seus (Mateus 24:13).

Sabemos que estes textos acima, são de assuntos escatológicos, porém mal compreendidos e usados para distorcer as Escrituras e negar a graça de Deus. Ef 2:8,9.



Os Salvos do Antigo Testamento

Vocábulos como: "a alma que pecar essa morrerá" Ez 18:4, muito usado pelos defensores da perda da salvação, referem-se à morte física Dt 13:5. É a mesma expressão de a alma ser extirpada Nm 15:31-35. Pessoas eram apedrejadas quando cometiam sacrilégios no Antigo Testamento.

Encontramos na vida do piedoso rei Davi um grave pecado de adultério e homicídio. No entanto, no Salmo 51 ele faz sua confissão. Ele não perdera a salvação, mas a alegria da mesma, e a pediu de volta a Deus Sl 51:12.

No Velho Testamento a pessoa do Espírito Santo na vida, era privilégio de alguns e não habitava em todo crente, nem ninguém era selado com Ele. Por isso não era permanente. Poderia entrar e sair das pessoas. Por isso Davi pediu a Deus que não o retirasse dele Sl 51:11.

Sansão perdeu este privilégio quando quebrou o pacto do nazireado Jz 16:17-20, mas era um salvo pela fé. Hb 11:32. Apesar do seu suicídio.



Confirmação de Deus Pai e Deus Filho

As promessas de Jesus Cristo são firmes e confiáveis no tocante a este assunto. Todo o que o Pai me der vem a mim, e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Jo 6:37. Portanto, defender a perda da salvação, como fazem os religiosos citados acima, é, pela insensatez, chamar Cristo de mentiroso, e negar que ele é Deus.

Jesus só prometeu que a salvação de suas ovelhas verdadeiras era eterna (prá sempre), pelo fato dele ser Deus. Dou-lhes a vida eterna e nunca hão de perecer e ninguém os arrebatará da minha mão. Meu Pai que mas deu, é maior do que todos e ninguém as arrebatará da mão do meu Pai. Eu e o Pai somos um. Jo 10:28-30.

Esta é uma verdade que não pode ser negada. Quando Jesus diz que, quem ouve a sua palavra e crê no Pai, tem a vida eterna Jo 5:24, (não é terá), o verbo ter, está no presente. Se é eterna, é para sempre. Quando citamos este versículo os filhos do diabo sempre acrescentam: tem, se o crente permanecer.



A Promessa do Espírito Santo

Ao aceitar Cristo o crente recebe o Espírito Santo. O mesmo não o abandona mais. Gostaria que tais religiosos citassem um só versículo afirmando que o crente perde a habitação do Consolador em vida. Sei que é impossível encontrar tal passagem na bíblia. Pelo contrário, veja só a promessa do Senhor. Eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre. Jo 14:16.

De acordo com as palavras de Paulo em Efésios 1:10,11, recebemos o Espírito quando cremos em Jesus Cristo, como selo. É Ele o penhor (garantia) da nossa herança (o céu).Quando o crente peca, o Espírito de Deus não sai dele, apenas se entristece. Pois este selo é para sempre, até o dia da redenção. Veja: E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, com o qual estais selados para o dia da redenção. Ef 4:30.

Paulo também adverte: não extingais o Espírito, I Ts 5:19. Isto porque muitos crentes anulam toda ação do Espírito Santo na sua vida. Todavia, no Novo Testamento não existe um vocábulo referente ao Santo Espírito sair do crente.



Os Danos Sofridos Pelos Salvos Que Pecam

A Perda de Galardões

Aqueles que são fiéis até a morte receberão a coroa da vida Ap 2:10, o que muitos incautos intitulados de pastores pensam que se trata da salvação. Porém esta trata-se apenas de um galardão, a coroa pode ser tomada do crente Ap 3:11. Não por Satanás, mas por outro crente, que seja mais digno.

A salvação não se perde, pois é um dom gratuito de Deus, no entanto o galardão sim. Vejamos a advertência do apóstolo João. Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho. Antes recebamos o inteiro galardão II João 8. E mais. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento, mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. I Co 5:14,15.



A Morte

Para o salvo existe também uma grave punição quando ele comete pecados graves. Louvo a Deus pela passagem bíblica de I Coríntios 5:1-5. Onde um crente daquela igreja foi entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito fosse salvo no dia do Senhor Jesus Cristo (ver 5). Somente o corpo do crente pode ser chamado de templo de Deus, não o dos incrédulos. Sabendo disto vejamos o que Paulo diz: Não sabeis que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá (morte), porque o templo de Deus que sois vós é santo. I Co 3:16,17. Com estes textos, entendemos que não são todos os pecados dos salvos que trazem estes prejuízos extremos, mas somente os graves e escandalosos. O apóstolo João afirma que há pecados para morte, e pecado que não é para a morte I Jo 5:16,17.



Salvos Como Pelo Fogo

Aqueles que depois de salvos pecarem voluntariamente, é na verdade um náufrago é a situação da segunda semente da parábola do semeador Lc 8:13. Os da terceira semente continuam firmes, mas voltados para seus próprios negócios Lc 8:14.

Estudaremos sobre a salvação pelo fogo exposta na bíblia: Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento, mas o tal será salvo como pelo fogo I Co 3:15. Entendemos que a expressão “como pelo fogo” significa que não há fogo real, é como se tivesse. O sofrimento é de tal semelhança. 

Mas a terra que produz espinhos e abrolhos, é reprovada e perto está da maldição e seu fim é ser queimada Hb 6:8. Como estamos vendo, o crente que está fora da vontade de Deus, não é brincadeira. Pois não foi para isso que ele foi salvo. 

Porque se pecarmos voluntariamente depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação de ardor de fogo que há de devorar os adversários, Hb 10:16,27. O escritor sagrado está falando para crentes, pois ele está se incluindo,pois diz: “se pecarmos”, e não “se alguém pecar”, não haverá mais sacrifício pelo pecado, isto é, Jesus não poderá morrer outra vez pelo pecador. O sacrifício na cruz foi perfeito. Não pode ser repetido, nem perde a eficácia.A

credito que esta salvação pelo fogo, ao contrário do que muitos pensam, é com o crente vivo. Pois Judas fala sobre ter piedade dos duvidosos, arrebatando-os do fogo. Jd 22,23. Isto se refere ao presente, e não ao futuro fogo do inferno ou ao lago de fogo.



As Obras Que Acompanham A Salvação

Sempre foi do feitio de Satanás fazer com que as pessoas achem que os efeitos são causas. Por isso os religiosos sempre esperam obter a salvação por meio de suas obras. Porém a salvação vem primeiro e as obras acompanham a mesma, isso de acordo com Hebreus 6:9. Também Paulo fala em Filipenses 2:12: ...operai a vossa salvação com temor e tremor.

Em seus escritos as testemunhas de Jeová traduzem tendenciosamente e erradamente por Produzi a vossa salvação...Operar – é desenvolver ou movimentar o que já existe. Produzir – é dar origem ao que não existe. O diabo, na sua astúcia, consegue fazer os homens crerem que a salvação é causada por obras, porém estas são o efeito daquela.

Além das obras não trazerem salvação (Ef 2:9) também não a credencia perante Deus Rm 4:3. Embora fortaleça o testemunho diante dos homens, não oferece nenhuma segurança para o salvo. Sabemos que todas as religiões: Protestantes {* Nota de Hélio}, Pentecostais, Adventistas, Russelistas, Mórmons, etc. têm tudo a ver com o catolicismo. Os católicos acreditam que a salvação vem pela prática de obras; aquelas outras dizem que as obras não salvam, mas sustentam a salvação. Tal mãe tais filhas Ap 17:5. O crente verdadeiro reconhece o seu dever da prática do bem, em obedecer as orientações de Deus através da sua palavra. Ele está plenamente consciente de suas obrigações de servo de Jesus Cristo. Tudo isto por ser um salvo.



O Mau Uso Da Bíblia Contra A Verdade

Existe um pensamento que atribuem a Lutero. “Se alguém procura na Bíblia a, a palavra de Deus, achá-la-á, porém se procura nela, justificação para seus erros, tê-la-á do diabo." 

São muitos textos da bíblia que são usados para satisfazer a doutrina da salvação por obras. Veremos como os religiosos os usam, para negar a eternidade da salvação. Afirmando que o salvo hoje pode não estar salvo amanhã. 

Hebreus 5:9 E sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem. Lendo um artigo de preparação para “batismo” de uma igreja pentecostal, observamos as explicações sobre a salvação do crente. A explicação era: a salvação é eterna para os que lhe obedecem, citavam este versículo argumentando que a salvação dependia da obediência a alguns princípios. Gostaria que  o amado leitor abrisse sua bíblia em Lucas 18:9-14, e veja que nesta parábola de Jesus, o homem que não estava obedecendo ao evangelho era justamente aquele farizeu; que não era injusto, nem adúltero, nem roubador. Porém para um pentecostal ou adventista, seria mais fácil dizer que este era o obediente. O texto de Hebreus se refere àqui